O Teste do Amido!

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sex Mar 20, 2009 4:28 am



Eram 15, agora são 21.
Fica um conjunto mais equilibrado, mais abrangente do que come a população em geral.

Serve a tabela para comparar... este tem mais amido, aquele tem menos amido...
Isto para as pessoas que por vários motivos preferem usar oleaginosas.
Não é 1 lista dos essenciais, nem 1 lista de recomendações.

Depois haveria que optimizar a dose que cada um pode comer.
E isso depende de cada um. Comer e ver os resultados.

A técnica de como demolhar & tostar etc,
Há-de aparecer... Smile enfim hei-de dar 1 exemplo ou 2.

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sex Mar 20, 2009 7:54 pm

Uns detalhes (recolhidos aqui e ali no livro) para ajudar a entender e situar num certo contexto:

Há várias maneiras de tirar a pele das amêndoas.
Se se ferver ou se as tostar, elas depois já não germinam.

Se se tirar a pele por processos mecânicos, a amêndoa ainda pode germinar, ainda se pode chamar-lhe "amêndoa crua/viva".

Por outras palavras... não está na secção dos pratos principais, nem dos lanches.
Ainda por outras palavras... está na secção dos acessórios, um pouco acima das sobremesas.

Tem o seu lugar, mas não dá cartas. Não sei me faço entender Smile
.......................................................

os aztecas demolhavam sementes de abóbora em água com sal e depois deixavam-nas secar ao sol.
Faziam isto porque o saber-de-experiência-feito lhe dizia que era melhor para o corpo. Ou seja esta técnica permitia em grande parte (ou no todo) eliminar os inibidores de enzimas presentes nas sementes cruas.

Ou seja, em Portugal em certas alturas do ano, em certos lugares dará para fazer isto: secar ao sol.
Eventualmente usando alguma "tecnologia" simples (não se vê muito) até se poderá fazer no inverno em dias de sol.
.......................................................

Diz que pessoas que comem muitas noz-pecâ crua, ou nozes, ou nozes do Brasil (Maranhão?), etc tem a opção de comerem cápsulas de enzimas, para neutralizar os inibidores de enzimas.
.......................................................
Os vários tipos de sementes, nozes e cereais tem processos específicos de preparação, seja para reduzir certos inconvenientes próprios, ou para optimizar as suas qualidades. Isto aproveitando as tradições antigas de povos primitivos (ignoradas hoje em dia).
.......................................................
Enfim há donas de casa (& donos de casa) que ficam escandalizadas com o tempo que certas receitas da Fallon e da Enig levam a preparar. Para algumas pessoas quanto mais rápido melhor. E depois ficam muitoooo admirados... muitoooo tristes... por o comboio sair fora dos carris.
s
Enfim há tantas telenovelas boas para ver Smile E tanto futebol Smile
.......................................................
Não tenho jeito para estas receitas.
Não dá para usar ironias, é uma torturaaa Embarassed

A programação volta aos testes de iodo, tabelas e malhação variada... dentro de momentos Smile

clown clown clown


Última edição por FreePort em Qui Out 08, 2009 3:26 pm, editado 1 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sab Mar 21, 2009 10:15 am



Dado todos os valores de amido (glicogénio) de fígado de porco serem zero
(crús ou cozinhados), há 9 opções:

1) os fígados de porcos tugas não tem amido (glicogénio);
2) erro sistemático na tabela (improvável);
3) os químicos tugas não fizeram testes e assumiram o valor zero;
4) os coitados dos porcos estavam em jejum de água há 2-3 dias;
5) fizeram os porcos correr por várias horas numa passadeira rolante para esgotar as reservas de glicogénio;
6) os porcos estavam numa dieta de baixo amido e devido a isso tinham reservas de glicogénio mais baixas;
7) os porcos tugas foram geneticamente modificados para não terem amido (glicogénio);
8 ) não concederam aos porcos uma refeição e 1 cigarro antes de serem sacrificados
(oh, crueldade tuga, só pode ser... pig );
9) uma combinação de factores acima santa santa santa
................................................................................

Eu anteriormente não referi o patê de aves.
Mea culpa cat

Vou explicar porquê:

"Aves" pode ser muita coisa: pombo, frango, pato, perú, ganso, codorniz, avestruz, etc.
É um produto processado. Ou seja, é cozinhado/misturado com coisas/proporções não explicadas.
Enfim, é o mesmo com os chouriços e salsichas. Não reflectem o produto crú de origem.

Por isso, serve apenas para se ficar com uma ideia, já que que é um produto alterado.
...............................................................................



A tabela acima ajuda a ilustrar algumas diferenças entre vários fígados
(aves e não-aves).
____________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Joana, a principiante.

Mensagem  joana augusto em Ter Mar 31, 2009 5:47 pm

Olá sou a joana - se quiserem saber mais de mim e do meu complicado caso de EA tenho a minha apresentação feita no "EU SOU...".
Estou a pensar iniciar a dieta sem amido. E gostava de umas indicações para principiante.
Já reparei que há quem já tenha a teoria toda dominada e a pratica a 100%. Mas o que eu gostava mesmo era de saber umas dicas para o inicio...se isso for possivel...e depois com a pratica e investigação posteriores ir mais ao fundo da questão e pensar em receitas e tudo! Até porque adoro cozinhar.
Vocês têm sido altamente disponiveis e gosto muito de ver como se sensibilizam com todos os casos de sofrimento que aparecem.
Fico feliz por muitos já terem encontrado a paz no meio de tantas dores...eu estou ainda à procura atéporque o meu caso não está fácil, mesmo com o enbrel...enfim...tenho de continuar à procura de uma solução.
Aguardo uma resposta.
Beijinho.
Joaninha.

joana augusto

Mensagens : 18
Data de inscrição : 30/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Abr 01, 2009 1:14 am

Joaninha Ciclista, olá Smile

Joana, 2 perguntas para si:

a) como era a sua dieta antes e como é a sua dieta, agora?
b) Considera que a sua dieta "teve" algo a ver com a sua doença?

....................................................................

Na minha tradicional maneira "arrogante-e-não-carinhosa", começo por fazer umas correcções ao seu post. Esperemos que não seja uma alma-tipo-Teodósio... e que seja capaz de "ver para além das palavras" santa
_________________________________
Parte 1) "dieta sem amido":


Não... não é "sem-amido". É um erro/tradução/ideia muito repetida neste fórum... e não só.

Literalmente no título (Carol Sinclair): "Low-starch-diet". Low = baixo/a.

Literalmente (Alan Ebringer): "London AS Diet",
se for ver o pdf na zona dos downloads verá que o Ebringer imediatamente acrescenta:
"low starch, high protein diet for AS patients". **

(**note-se que também isso daria pano para mangas para comentar... Sad )
....................................................................

Outros autores... (não vou indicar aqui, para não nos perdermos)...

Outros autores, com dietas relevantes para a cura da AS, também (na prática) tem algum amido.
Não por acidente, não por hipocrisia, mas em alimentos associados (banana, pecans, amêndoas, etc, mesmo que preparados com consciência). E não fazem cavalo de batalha do amido.
E conseguem resultados.
Não digo que aprovo ou reprovo, são compromissos, riscos e opções.

....................................................................

Assim, dietas sem-amido, ou "zero-amido", são possíveis, mas não são praticadas na Europa.

Não são praticadas, por várias razões, porque quanto mais amido se retira, mais alimentos são excluídos.
E porque com menos opções, menos variedade, menos nutrientes, mais trabalho na selecção e preparação, e mais custo... leva a desistir/abandalhar a dieta (a seu tempo).

Por isso... começar com realismo, com "tino"... recomenda-se.

Além de que... apesar de "n" dores se queixarem, cultivar certas características mentais "úteis" é coisa que muito poucos fazem.

Por isso é melhor começar "com realismo" e persistir do que usar a força de vontade e chegar ao previsível beco-sem-saída.

Adiante... Twisted Evil
....................................................................

Dietas sem amido, históricas... digamos antes do século XX (antes da destruição-civilização cultural/alimentar/modo de vida/habitat de certos povos), Sinclair cita 2 povos:

a) MASAI (há quem diga Massai) ex-povo nómada de pastores de cabras/vacas do Quénia/Tanzânia;
b) INUIT (antigos esquimós do Canadá).

Esses povos tinham dietas sem amido (antigamente). Os Inuit nem consideravam as frutas e vegetais comida de gente, desprezavam-nas.

Nos Masai, mesmo fazendo uns chás de folhas ou comendo algumas raízes, o amido devia ser muito baixo.

E... eles não tinham AS, nem cancro, nem o dicionário grosso de doenças que vai crescendo hoje em dia.
E eram saudáveis, fortes, alegres e bem dispostos.
Hoje já não é assim.

Os Inuit hoje comem "comida de branco" e tem "doenças de branco" e mais que a média, até.
Não era assim, no princípio do século XX, e sobretudo antes.
....................................................................

Ora bem, porque estou a "malhar" neste detalhe de "tradução"?

Porque diz-me o que li... e o que meditei... que o ditado tem razão:
"o que começa mal, tarde ou nunca se endireita".

Explicando What a Face :

Muita gente não sabe onde está o amido. Não testam. Não tem consciência do amido, e tendo acesso a tabelas de amido... desprezam as tabelas de amido, guiam-se pela língua e pelos sabores.
Não preparam devidamente os alimentos, não os deixam amadurecer devidamente. Não tem consciência das doses, não pesam o que comem. Não fazem registos do que comem. Não prestam atenção a que comidas causam "sintomas".

E depois... queixam-se! E com toda a lata... dizem:
"Ah, experimentei a dieta sem amido por 2 semanas e não deu resultados nenhuns. Desisti". pig
....................................................................

A Sinclair fala nisto no livro. Em dietas médicas hospitalares "sem-amido"... com lentilhas !!!

E também fala a Sinclair em comidas que antigamente ela testava sem amido e hoje em dia lhe dão positivo para amido (com o teste do iodo).

Por isso e sabendo que o Tuga, o Brazuca e o Mericano gostam de "enginhocar" mudam uma coisinha, mudam outra coisinha... e à mistela-saborosa-quanto-baste... chamam "dieta sem amido".

Tudo isso sem testar. Grande Lataaa, não é?? rendeer
....................................................................

1) O livro da Sinclair foi inicialmente publicado em 1995, com o título:
"The Sinclair Diet System" no UK, pela editora: Optima.

2) Em 1997 passou a chamar-se: "The IBS Starch-Free Diet", pela editora: Vermilion.

As capas antigas e actuais também são diferentes. A organização dos capítulos mudou e mudou um detalhe aqui e ali.

3) O actual livro da Carol Sinclair (edição revista em 2006) pela editora: Vermilion, chama-se:
"The IBS Low-Starch Diet"

Como se vê, a autora ajudou na confusão Sad
A isto chamo eu "dar uma no cravo e outra na ferradura"...
....................................................................................

Ironizando clown clown clown :

Traduções possíveis do título actual "The IBS Low-Starch Diet":

1) A dieta de baixo amido de Ibiza
2) A síndrome dos intestinos irritáveis de baixo amido
3) A baixa-dieta de intestinos de amido irritáveis
4) A dieta-baixa & irritável dos amidos com síndromas
5) O síndroma da dieta com amido-em-baixa para gente irritável

Traduzir o título, apenas o título... é o cabo dos trabalhos. jocolor

Traduzir 271 páginas mais as capas... daria para perder a juventude em tais tarefas.
Por isso disse que a Susana devia evitar perder tempo nisso. study

De resto, e pensando em gente que tem dificuldades em inglês, há um tempo atrás, sugeri que usassem o google para traduzir o texto de "malhação gigantesca" do Paul Stitt. Uma das almas que podia beneficiar dessa tradução gabou-se de nem olhar para o link. Por isso... "dado e arregaçado"... pig
Eu podia ter feito essa tradução, mas isso seria alimentar vícios. No
....................................................................

Isto tudo para dizer...
que "dieta sem amido" ou D.S.A. não é tradução correcta para " Low-Starch Diet"

"Low-Starch" é literalmente, com "baixo teor de amido" ou "pouco amido".
Quantidade essa que depende da pessoa (assim diz preto no branco no livro)
dos seus sintomas e dos seus objectivos.
Ou seja, deixa margem de manobra...
e isso é "uma benção e uma desgraça"
(depende da pessoa, do tal "tino" cat ).

Esse "baixo teor de amido" é "x" gramas, um número pessoal:
mede-se pelos sintomas, ou redução de sintomas existentes.
E varia... com o tempo. Pode melhorar, pode piorar.

Pode melhorar se a pessoa for dando os passos certos, e consistente no que faz, pelo tempo suficiente.
Tempo esse que varia. Pode-se medir, mas varia.

Pode piorar com a idade, como pioram algumas coisas com a idade.
O tempo ajuda e o tempo castiga, é amigo paciente ou inimigo contra-relógio.
E todos temos menos tempo do que pensamos (como adultos).

É preciso tempo, disciplina e usar/modificar a dieta "com tino", ou seja, uma dieta com nutrientes suficientes e guiada pelo "tino" e não por medos, ou meia dúzia de recomendações gerais vagas (ainda que certas), que se leram numa manhã. Porque ter algumas "luzes" não significa "segurança". Segurança adquire-se com os resultados, na prática e com muito teste & erro.
....................................................................

Outras traduções possíveis de "The IBS Low-Starch Diet" seriam:

6) A dieta S.I.I. de baixo teor de amido. (SII = síndrome do intestino irritável = IBS),
7) DBA (dieta de baixo amido)
8 ) A Dieta da Sinclair
9) Dieta-da-Pinga (do iodo)
10) A Dieta-teste-você-mesmo
11 ) A Dieta do Desinfectante
12) A Dieta Iodada
13) A Dieta Testa-e-Bota-Fora
14) A Dieta da Campanha Negra
15) A Dieta das Forças Ocultas
16) A Dieta Racista (anti-negro)
17) A Dieta Gótica (pró-negro)
18 ) A Dieta da Crise (anti dores) "guiada-pelas-Estrelas-&-Fé"
(título inspirado pelo pior ministro de Economia da Europa, o Teixa) pig .

....................................................................................

Joana, está claro até aqui?
Eu tinha mais umas 4 ou 5 coisas a dizer em relação ao seu post.
Valerá a pena eu continuar, ou estou a "uivar" e o resto dos carneiros pasta? Sleep cat



A posição de yoga da pic, entre outras coisas melhora a capacidade de reacção ao stress e diminui a timidez. AUUUUUUU !!!

lol!
_________________________________


Última edição por FreePort em Qua Abr 01, 2009 4:28 am, editado 1 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vamos ver se atingi!

Mensagem  joana augusto em Qua Abr 01, 2009 2:59 am

Freeport,
A mim não me importa nada como escreve, arrogancia ou não, quero é alguem que me esclareça.
Concordo consigo quando diz que sem amido seria uma dieta utopicamente redutora, levando a uma lista de alimentos considerados aptos muito restrita.
Já percebi que informar-me é essencial antes de partir para a aventura, uma vez que sem um leque de escolha consideravel para as minhas refeições sou capaz de cair no erro de não variar e assim ser ainda pior a emenda que o soneto.
Eu sempre fui muito cuidadosa com a minha alimentação: fruta, legumes, peixe, carnes brancas, cereias integrais e leite, queijo fresco e iogurtes. Sopa e peixe cozido com broculos os meus pratos favoritos. Os pecados ocasionais - pão alentejano, sericaia, chocolate amargo com amendoas, e biscoitos de azeite feitos por mim.
Na minha mente, o mais provavel de pessoa ignorante e fracamente esclarecida, é como é que uma pessoa aguenta sem HC de absorção lenta, tão essenciais numa dieta saudavel, como é por exemplo a dos diabéticos?
Entretanto tenho uma consulta para a semana com uma medica halopatica que se interessou muito pela nutrição e medicina ortomolecular e pra começar deu-me a dica de parar com carnes, leite e derivados (exepto iogurtes).
O meu objectivo é aliar os farmacos a uma dieta que me equilibre o corpo de modo a ser capaz de combater melhor a doença. Mas já percebi que tentativas fazem parte do processo, não havendo formulas milagrosas iguais para todas as pessoas.
Agradeço a sua disponibilidade e esclarecimento.
Joaninha.

joana augusto

Mensagens : 18
Data de inscrição : 30/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Abr 01, 2009 4:27 am

Joana,

o site está com problemas, ou eu estou em vias de ser banido Smile

Fica mais fácil para mim se fizer perguntas específicas, tipo:

"como é que uma pessoa aguenta sem HC de absorção lenta".

Sim, esse é 1 tema interessante e tenho até umas pics, que se editadas explicam esse problema.

Entretanto, isso tem solução, a questão de comer carbs e ao mesmo tempo comer pouco amido e conciliar isso com a prática de exercício intenso (digamos 30-45minutos).

Assim, espero que o site melhore, ou se não houver resposta, fui banido.
São coisas Smile



Última edição por FreePort em Qui Abr 09, 2009 11:18 am, editado 1 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

banido?!

Mensagem  joana augusto em Qua Abr 01, 2009 4:52 am

freeport,
banido?! nem parece seu?! não me parece pessoa de ter receios!!
O problema deve mesmo ser meu, visto que sou nova nisto e entre farmacos, medicinas alternativas e dietas nã podia sentir-me mais confusa.
Necessito de amadurecer, arrecadar conhecimentos e organizar ideias e só nessa altura é q estarei preparada para colocar perguntas especificamente mais opotunas.
Mesmo assim, obrigada pela sua disponibilidade e atenção.
Beijinho.
Joaninha.

joana augusto

Mensagens : 18
Data de inscrição : 30/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

.

Mensagem  FreePort em Qua Abr 01, 2009 7:21 am

Pronto, Joana, o site já parece estar de volta ao normal. Antes bloqueava em tudo.

Ah, ser capaz de ver um leque vasto de opções, boas ou más, implica encarar receios, também.
Eu não ando a par do site ultimamente (há uma época de vida para tudo) e como um par de pessoas no site sabem, sou "provisório".

Podia dar-se o caso de ter havido uma promoção nos "moderadores"... e como eu são tão amado... Smile

Joana, mais à noite continuo.
Posso repetir algo que já disse (meus primeiros posts):
o livro da Sinclair + 1 tubinho de iodo.
É um bom começo.

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ai está!!

Mensagem  joana augusto em Qua Abr 01, 2009 7:41 am

Freeport,
Tubo+livro.
Vou ver se me oriento.
Se não hovessem opinioes diferentes, nada seria posto em causa. Enquanto estamos atentos à "novela arrufos dos espondiliticos" esquecemos as dores!!!!!
Obrigada.
Joaninha.

joana augusto

Mensagens : 18
Data de inscrição : 30/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

.

Mensagem  FreePort em Qua Abr 01, 2009 8:31 am

www.bookdepository.co.uk/book/9780091912864/The-IBS-Low-starch-Diet

Recomendo este site para comprar o livro (é a edição mais recente).
Custa 10,06 euro, não tem portes e uma empresa europeia.
O livro chega em menos de 1 semana.

O iodo (2 pilhas de altura):
no Jumbo... junto ao álcool, (~0,57€/30mL, dá para muitos meses)

No total (livro + iodo): 10,06 + 0,57 = 10,63 euro.


FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Abr 01, 2009 10:54 am

Parte 2) "dieta com baixo amido":

Quote: "quem já tenha a teoria toda dominada e a pratica a 100%.".

Quem?? Smile
Eu não... eu tenho uma ideia do geral da teoria e de como encaixa no quadro geral das coisas. E ainda me falta testar muito... até poder propor com segurança soluções melhores.

Ora, as regras básicas da Sinclair (que são o fundamental) nem são complicadas.
Nos detalhes, ou na aplicação prática é onde há mais fracassos. E aí há muitas razões, a começar às vezes por algumas pessoas não lerem bem os livros.

Assim, resumindo:
ler o livro, comprar o iodo, entender "o geral", ir às compras, cozinhar.
................................................................

Quote: "indicações para principiante"

Fácil Smile Conhecer a fundo o livro da Sinclair. Ler e reler (a parte antes das receitas).
É 1 livro com poucas reviews. A meu ver a review da Susana é a melhor que eu conheço.
O que a Susana comentou é a visão dela do livro.
Eu não irei fazer 1 review do livro da Sinclair, mas se fizesse era só a minha visão.
O Teodósio tem lá a visão dele do livro, acho que não chegou a comentar após ter acabado.

Assim, o melhor é ler e ter a segurança de saber que "leu o que está lá", sem traduções, sem resumos, sem "palas", sem intermediários.
................................................................

Objectivo, quote: "a paz no meio de tantas dores".

Hum, é 1 objectivo ambicioso Smile
Até porque há pessoas sem dores e sem paz. E muitas Smile

................................................................

Que tal começar por objectivos mais simples, por etapas?

Objectivo 1: ler o livro e verificar se há pessoas que chegaram ao objectivo "sem dores"?

São dados vários exemplos de pessoas reais, casos que a autora lidou de perto. Não muitos, mas os suficientes, acho eu de que.
................................................................

Objectivo 2: saber se todos chegam ao objectivo 1?

Depende. Quanto mais cedo começar, quanto menos avançado estiver o problema, quanto mais "tino" houver mais favorável é a previsão.
Ao que parece não funciona para toda a gente.
Mas funciona bem para muita gente.
................................................................

Objectivo 3: que tempo que leva a chegar ao objectivo 1?

Depende. Assumindo que é possível e guiando-se pelos exemplos dados no livro pode-se ter resultados em poucos dias, em semanas ou meses. Eu conheço uma pessoa que não toma medicamentos e cuidadosa na dieta que só começou a notar progressos a partir dos 6 meses. E novos progressos aos 9 meses e novos progressos aos 12 meses.
Noutra doença, mas a meu ver com causas parecidas. É por etapas e ao que parece, pessoal.

................................................................

Objectivo 4: saber se a dieta da Sinclair tem "cheating day"? E uma dieta "tipo Fernando Póvoas", que se faz de 2ª a 6ª e se folga ao fim de semana? Tipo casamento aberto?

Tino. Tino. Haja Tino. cat
A Sinclair é meio liberal nisso, de "pausas na dieta". É 1 risco.

......................................

Objectivo 5: Saber quanto tempo recomenda a Sinclair para período experimental, tempo esse que deverá mostrar melhoras, ou findo o qual se parte à escolha de outras soluções (se as houver)?

A Sinclair diz que 1 mês deve chegar para avaliar se a dieta vai funcionar ou não.
Ora bem... isso assumindo que as regras são cumpridas, as comidas/bebidas são as adequadas e há honestidade na auto-avaliação dos sintomas. E que haja "Tino & Realismo" no que se pode mudar em tão pouco tempo.
Pessoalmente, tendo as minhas dificuldades próprias, estou há meses a recuperar no que numa pessoa normal se cura num mês. No entanto, as melhoras tem sido progressivas e sempre para a frente (a partir do momento que aceitei que não era eu que fazia os prazos, era o corpo, seja uns meses, seja 1 ano e deixei de andar a tentar bater recordes).

................................................................

Objectivo 6: Dor, como lidar com ela?

Tópico complexo de falar. Não é a base do livro da Sinclair. Diria que será necessário usar outras técnicas. Técnicas essas simples, tão ridiculamente simples que são ignoradas e se citadas as pessoas se riem delas. Por uma coisa ser simples não quer dizer que seja fácil de dominar. E não há muita gente disposta a praticar anos a fio. Excepto telenovelas e Futebol, isso sim disciplinas com milhões de adeptos, no Tugal Smile
Na Tugalândia há gente que viu as telenovelas todas, desde "Gabriela, cravo e Canela" e vê 2-3 telenovelas por dia. Ou futebol quase todos os dias na SportTv. Desportistas de sofá/teclado.

................................................................

Objectivo 6: Quote "depois com a prática e investigação posteriores ir mais ao fundo da questão"?

Livros, fórums, listas, Pubmed, Google, etc.
Até os autores dos livros, apesar dos anos investidos a ler sobre os temas, ainda assim tem lacunas/erros? O livro da Sinclair não é excepção. Claro está, para saber onde está isso, tem de se praticar. Praticar com a intenção de melhorar, não uma prática mecânica tipo: "isto come-se, aquilo não".
___________________________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Abr 02, 2009 12:57 am

Para ir completando a informação que a Lia Teixeira pediu, fica aqui a tabela:



Omiti algumas medições, tipo se 1 fígado tem valor zero crú e tem valor zero frito, optei por indicar apenas o valor crú, para ficar uma tabela com bom tamanho.
Ao que vi (no UK), se o fígado crú não tem amido, se frito também não. O estufado (stewed) já á outro assunto.

Eu por mim, como regra, cozo o fígado, não sou esquisito com o sabor e acho mais seguro que fritar (cozido = <100ºC, frito chega às centenas graus celsius).

Quando se mostram produtos crús e processados (patês) comerciais ou caseiros, os processados tem "uma tendenciazinha..." para terem amido.
Por alma e obra do espírito santo, pois!!!

E com as melhores das intenções... (coff, coff, os lucros, coff, coff)... nutricionais.
Sim, porque ninguém ia acrescentar um ingrediente barato (amido) para "encher".
Não... isso seria 1 conspiração/falsificação.
Nem pensar!!! santa geek rendeer

Os fabricantes/Indústria alimentar são gente sorridente... acima de toda e qualquer suspeita. Até patrocinam o site de informação do jornal "o Público", vejam lá. É só generosidade, boas intenções... é só amor clown clown clown

A tabela dos fígados ainda merece mais uns comentários, mas terá de ficar para outra altura, com mais tempo.... bounce
........................................

As dúvidas da Joana... está-se a tratar disso. rabbit

Se quiser pode ir colocando-as conforme as tenha.
A seu tempo iremos vendo isso.

___________________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Abr 02, 2009 11:39 pm

Salta um teste de iodo! bounce



Hum... à primeira vista não tem amido. É comer, é comer!! Smile cheers cheers cheers
(excepto a parte testada com iodo que é para o lixo)

Existem melões de várias cores, pesos e feitios. Existem meloas de vários géneros e sabores. Apesar de não estar na época normal a amostra acima (meloa Gália) revela-se sem amido.

As tabelas tugas não tem todos os dados que gostaria.
Tem a quantidade de carbs disponíveis (nessa infame tabela)
mas não discrimina entre frutose, glucose e galactose.
Sei que tem frutose e provavelmente glucose, mas não as gramas de cada. Raios! #£§ @

Assim, não vou poder informar a Joana dos "carbs rápidos" desta fruta.
Terei de ver noutras tabelas e isso terá de ser noutro dia.

No entanto... vou dizendo que a Sinclair, apesar de simpatizar com os vegetarianos
(dizia que gostava de ser uma) a sua doença não o permitia.
A Sinclair prevê muitas dificuldades para quem tente seguir a dieta com pouco amido vegetariana.
Hum... argumento de peso?? Smile
Mas faz sentido... para quem é capaz de admitir factos da vida.

.............................................

Voltando aos "fast carbs & slow carbs"... há várias opções:

a) essa classificação é Verdadeira & Útil para quem tem AS
b) essa classificação é Falsa & Útil para quem tem AS
c) essa classificação é Verdadeira & NÃO-Útil para quem tem AS
d) essa classificação é Falsa & NÃO-Útil para quem tem AS.


Aceitam-se apostas...! Twisted Evil

Quem vota em quê?? bom

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sex Abr 03, 2009 10:42 am



0,2 g/100g de amido... ?? e tão escuro !??

HUUUMMM... a cenoura de César precisa de parecer mais honesta. clown clown clown

Ou isso ou os químicos tugas estavam a ver telenovela enquanto faziam os testes...
geek Suspect

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sab Abr 04, 2009 3:38 am

Apesar de, provavelmente a maioria, minimizar a utilidade de testes, os testes dizem o contrário. Faz falta (e muita) testar.
De outra maneira como se aprende mais? Comprando mais livros cada mês?

A Sinclair não diz isto nestes termos, mas menciona 1 aspecto engraçado.
Ela era uma leitora que buscava activamente e profundamente soluções (coisa que digam o que disserem... é rara).
E a certa altura chegou a esta conclusão: os livros eram uma repetição uns dos outros.

No original:
"I bougth all books on IBS, spent years trying alternatives remedies, until i began to realise that all books were all copies of each other, and none of them helped me. And the alternative remedies either did not work or made me worse.
Then i was lucky enough to stumble on the idea of giving up starch..."


Viram? Um momento AHHH! clown

A Sinclair teve 1 momento de claridade mental e reconheceu livros-carneiros (que são livros que andam atrás uns dos outros). Isto pode parecer elementar, mas leva tempo e há gente que nunca chega a este ponto sequer.

E Porque não chegam? Porque ficam-se por sorver a parte de cima do champanhe e nunca esvaziam a taça toda. Para "beber tudo" implica ler e reler muito, meditar no que se leu e praticar um bom bocado. E depois fica-se a saber que: "isto funciona, aquilo não", em primeira mão e fica-se vacinado contra algumas coisas (coff...coff... tangas/conspirações... coff... coff).



No caso concreto, a parte branca (externa) da laranja, dá uma reacção meio suspeita.
Como é que uma pessoa ia adivinhar se não testasse? A laranja não tem amido.
E no entanto... "move-se". santa

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Dom Abr 05, 2009 5:32 am



Poiissss!

Ahaaa Smile Ser ou não ser, acreditar nos olhos ou nos livros, heis a questão Smile
clown clown clown

Como é que a amêndoa que tem mais amido que a avelã... reage menos ao iodo que a avelã ???

(Uma única gota de iodo, em ambas as amostras)

Há forças negras a operar neste site, só pode ser... santa
Vou fugir... antes que seja tarde affraid

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Abr 06, 2009 12:57 am

Outra marca de tomate, outra preparação...
hoje um concentrado de tomate.
E testar é bom... cat

Como os chicos-espertos e chicas-espertas com formação científica sabem...
el tomate não tem amido.

E as tabelas oficiais Tugas mais recentes, arengam:
Tomate, crú = 0g/100g amido
Tomate, conserva ao natural = 0,2g/100g amido
Tomate, sumo 100% = 0g/100g amido
Tomate, molho = 0g/100g amido





Mas dizem-me os meu olhos... (ai Jesus... é uma campanha negra... monkey )
...um cinzento muito escuro/castanho escuro, com bocadinhos de preto, não é ??

Testar, ou ter fé... I love you ?
Testar, muito ser céptico, ter a arrogância de não acreditar... ??

Ou acreditar com fé inabalável I love you , que "é para nosso bem I love you " que os fabricantes/indústria alimentar, vão alterando ano após ano os produtos?

E depois surgem “n doenças” nos países civilizados, comparados com “povos primitivos”, essa gente burra e atrasadinha... Mad
E como causa da epidemia de doenças dizem que é um problema JINÉTIKO...
É muito mais fácil acreditar na JINÉTIKA(coisa que parece científika)...

... do que acreditar na GENICA...
tipo:
cultivar tomate...
regar tomate...
cuidar que outras "ervas" não prejudiquem o tomatal...
colher tomate..
lavar tomate...
cortar tomate...
tirar sementes do tomate...
voltar a cortar tomate...


enfim muitos processos não-científikos e não optimizados,
uma trabalheira, suja as mãos, 1 desperdício de tempo...

Porque toda a gente sabe que os produtos que se compram no supermercado são
SEGUROS & BONS PARA A BARRIGINHA.
Os derivados de tomate ainda são mais
seguros & "bons prá pança do governo" pois pagam IVA mais alto = 12% Smile
Ah e também duram mais tempo, meses e meses e meses (segurança para os fabricantes).

Acho que me esqueci de dizer anteriormente...
todos esses derivados de tomate são "fervidos", "pasteurizados", ou o que lhe queriam chamar.
Além do resto que lhe fazem, que não dizem, pois... "mas é para vosso bem, crianças".

Vão ver telenovela e futebol e não se metam a cansar o toutiço:
"comam de tudo equilibradamente".

Este dogma/propaganda alimentar aplicado a drogados dá:
"consuma de todas as drogas, equilibradamente, com moderação".

Sou sou eu que acho que é uma estratégia de vendas? santa

Nos USA quem fez a "pirâmide alimentar", avô da "roda alimentar" Tuga, foi o departamento da agricultura... clown clown clown
Produzir e vender, com a ajuda de publicidade/propaganda ciêntifika. alien

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Abr 06, 2009 3:07 pm

Abre-te Socas!
Abre-te Sampaio!
Abre-te Soares!
Abre-te Suxa!


E o coitado do irmão do Ali-Babá não se lembrava da palavra passe para sair da caverna dos ladrões.
Sabia que era um alimento da família dos corruptos, começado por S... pig

E a amnésia no pior momento deu que... chegaram os ladrões, viram o ninho remexido, procuraram, encontraram e mataram o ladrão que roubava os outros ladrões (eles). E cometeram Ladrãocídio. Cá na Tugalândia se apanhados, condenados (se... se...) levavam de 0 a 12 anos, com saída ao fim de 6 por bom comportamento.

Serve isto para dizer que Linhaça não é Sésamo... são parecidas mas não são iguais, nem em forma nem em composição, nem em NOME... e ainda há as sementes de sésamo brancas e há as sementes de sésamo negras (menos comuns).

Subprodutos de sésamo: óleo de sésamo e pasta de sementes de sésamo moídas (Tahin).
Ambos tem algumas variantes. O óleo de sésamo existe à venda tostado ou sem ser tostado. E a pasta pode ser feita com sementes com casca ou sem casca, o que em teoria muda a composição.

Sobre a questão dos óleos (em geral) ainda há umas coisas a dizer, mas terá que ficar para outros posts. Posso no entanto dizer que é preferível comprar óleos não tostados. Há razões para isso e a seu tempo as direi.

Apesar de não ter merecido a atenção dos químicos/nutricionistas Tugas (eles gostam mais de medir doces, é verdade !! tongue ), é um produto fácil de encontrar, devido penso aos vegetarianos e macrobióticos. Penso que menos por influência árabe. Nos países árabes é um produto muito usado, penso.



(fim da 1ª parte. Continua...)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

.

Mensagem  FreePort em Ter Abr 07, 2009 5:57 am

(2ª parte das sementes de sésamo)

A maneira como as sementes de sésamo são anunciadas no rótulo, é infeliz.
Por várias razões:

Porque se gaba da composição... sem a quantificar. (meio desonesto)
Porque se gaba de valores altos, não referindo outros produtos com valores mais altos. (existem)
Porque dá recomendações de uso que não são as melhores. (vistas curtas)
Porque olhar para "gramas" sem olhar para a "qualidade" é... (censurado... antes que a Susana veja)

Assim: "gaba-se a cesta" de riqueza alimentar das semente de sésamo (por esta ordem):
1) Proteínas (vamos ver isto primeiro)
2) vitamina A
3) vitamina B1
4) vitamina B2
5) Cálcio
6) Fósforo
7) Potássio

Ora bem, pode-se às vezes pensar que os fabricantes de comida vegetariana/macrobiótica são mais honestos que o Macdonalds, Pizzahut ou a Cocacola...
Honestos ou não... honestos e inteligentes é ainda mais raro. cheers
Daí o Paul Stitt ser o achado valioso que é.

1) Sementes de sésamo = 26,9 g/100g PROTEÍNA.
Ainda lhe chamam o bife vegetal Smile
É ainda melhor que o bife... um bife crú ou cozido tem menos proteína, hehehe Smile


... HUMMM...
e onde está o truque/conspiração??

Está nisto...
"não é o que se come/bebe... é o que se digere (ou o que o corpo aproveita)".
Isto aplica-se a proteínas, minerais, vitaminas, etc...


Ou seja por bonitas, vistosas e perfumadas que sejam as teorias vigentes... o nosso corpo lida com factos e leis próprias, não inventadas no parlamento, nos ministérios da agricultura, ou em spots publicitários. No corpo não há democracia, não há igualdade, nem há lobbies.

Os vegetarianos gostariam que
"uma proteína, é uma uma proteína, é uma proteína"...mas não é!

Comer 200g de bife cozido, não é a mesma coisa que comer 200g de sementes de sésamo moídas.
Por meras razões picuinhas... mas sabidas de povos primitivos (que ainda não foram à lavagem cerebral das telenovelas & futebol & concursos).

Aqui ....................... Embarassed Embarassed Embarassed
devia entrar uma tabela com o uso que o corpo faz das proteínas Sad
Estou meio reticente em enviar a que tenho. Estou à procura do original, mas está difícil...

Por isso... um pouco de paciência, tenho noção que este assunto das proteínas é importante e queria "construir em solo firme". cat alien pirat

(continua...)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

.

Mensagem  FreePort em Ter Abr 07, 2009 3:59 pm

(sementes de sésamo, parte 3)

Se forem à wikipédia, em inglês e digitarem:
PDCAA

irão encontrar este quadro:



E lá diz: "The PDCAAS rating is a fairly recent evaluation method (it was adopted by the US Food and Drug Administration (FDA) and the Food and Agricultural Organization of the United Nations/World Health Organization (FAO/WHO) in 1993 as "the [b]preferred best method to determine protein quality."

Ora bem, não vou divagar neste tema, se bem que interessante.

1) Beef (carne, de vaca em geral) tem um valor em termos de uso pelo corpo bem superior aos peanuts (amendoins).

2) Valeria a pena dizer que o Whey concentrado (o mais vendido) tem muita lactose (dissacarídeo) e muitos aditivos. O whey isolate tem muitos aditivos e é preciso uma busca longa para arranjar um decente (e não é barato).

3) O valor PDCAA do leite líquido é eventualmente superior ao do yogurte.
No entanto para pessoas com problemas digestivos o yogurte feito em casa 24h é útil (ou muito útil), dado não ter lactose.
Já o leite piora os sintomas e ajuda à desgraça (pela lactose que tem).

Infelizmente os valores da tabela PDCAA são poucos e está muito incompleta.
Por isso será útil usar 1 sistema de medição que tenha medição de outros alimentos, no caso as sementes de sésamo.

Usando BV (Biological Value, outro método de medir a qualidade de proteína) dá para semente de sésamo: 70, para amendoins tostados: 68, e para amêndoas 66.
O PDCAA das sementes de sésamo é provável que andem pelo do amendoim (+-).

Ah e os BV de todas as carnes, de todos os peixes, do yogurte, dos queijos, são todos mais altos que o BV do amendoim.
...........................................................
É capaz de haver vegetarianos que digam "combinando leite e cereais, ou cereais e feijões ou cereais e oleaginosas (nozes, sementes, frutos gordos) consegue-se proteínas da melhor qualidade possível."
Ora bem... o que funciona combinando em teoria, pode não funcionar na prática...

Uma grande advogada destre método de combinação de alimentos é Frances Moore Lappé (tem página na wikipédia).



A pic actualizada da fulana é o retrato acabado duma "pencil neck", os músculos (feitos de água e proteína) fugiram... e ela lembra aquela malvada que queria fazer casacos com os dálmatas... clown clown clown

Será que a alimentação tem a ver com isso?
Será? scratch scratch scratch

Nah... deve ser uma coisa "Jinétika"... Smile jocolor jocolor jocolor
...........................................................
Ora bem, falta ainda ver:

2) vitamina A
3) vitamina B1
4) vitamina B2
5) Cálcio
6) Fósforo
7) Potássio

Bem, se ninguém se queixar e não exigir provas, passava à frente disso... flower pirat

A vitamina A é assunto relevante e o cálcio e potássio também. Se o tempo permitir ainda falarei nisso. O desvio que fiz do teste de amido, abordando a proteína, espero que ajude uma alma ou outra. Enfim, tenta-se... cat afro

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Abr 08, 2009 2:50 am

Como dito no livro da Sinclair, para mudar de hábitos alimentares, "visualizar sunny " é útil.
Por isso aqui está a imagem do dia!
Imaginem o cheirinho do amendoim torrado ...
a saliva a escorrer pelos cantos da boca ...
o sabor crocante e delicioso ...
santa



Deviam inventar um teste rápido de iodo para os pulmões, que mostrasse a cor dos pulmões dos fumadores. Os pulmões das crianças são cor de rosa, os dos fumadores tem muitas manchas pretas.
Os fabricantes de tabaco dizem que é da poluição atmosférica... ou de forças ocultas... err... factores vários, não relacionados com o tabaco.

Creio que a maioria de vós sabe isso, mas se não se vê anúncios publicitários sobre o tabaco na TV (fora a incluída nos filmes) é por proibição legal. Pois a falta de vergonha da indústria não tem limites, basta ver os anúncios dos carros...

(costumo tirar 1 pic logo após o iodo,
cerca de 20 segundos após o iodo,
mas houve 1 imprevisto drunken ,
de forma que hoje, excepcionalmente,
foi aos 03 minutos e depois aos 30 minutos)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Abr 08, 2009 10:50 am



Dado ter reparado que estas nozes estão à venda, quis testar. alien
Pela lógica, deveria fazer o update da tabela das oleaginosas.
Mas ainda não terminou o conjunto de testes destas, por isso diz o bom senso que é melhor esperar.

Ah, apesar de ser meio difícil encontrar, coco fresco é provavelmente o melhor destes produtos.
E a seguir talvez a azeitona, mas há muitas escolhas possíveis na azeitona.

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Abr 09, 2009 11:22 am



15,2g é o peso das várias Cajú acima (canto da esquerda, em cima).
Não que ache dose-universal, ou que seja o "serving" ou dose-oficial (que não sei de cor).
Escolhi assim, porque vejo vantagem em "educar", em "medir" e em "saber".

Já vai um bocado tarde essa iniciativa para estes testes, mas antes tarde do que nunca.
Eu tento progredir 1 bocadinho cada dia (ou piorar, dizem as línguas doces) hehehe:)
O meu tempo neste fórum está a esgotar, mas gostava de deixar esta secção "alinhavada"...


Comprei Cajú, cruas (em vez de torradas), porque acho que é uma escolha melhor.
Como regra produtos não processados são melhores e se precisarem de processamento em casa aplica-se o que for preciso (e sabe-se o que se fez e como). Note-se que cada oleaginosa tem a sua maneira de ser preparada e não verifiquei como se faz no caso da Cajú.

Há à venda nozes "Macadamia"...
Mas fico triste por esse e outros produtos serem fritos em óleos vegetais baratos. Se fossem oferecidas de borla, ainda testava, mas sei lá se os testes davam algo de jeito? Sad

Eu tenho procurado dar composições de amido associadas ao produto em teste.
No caso, a tabela Tuga mediu a versão torrada e salgada.
Por esta "azelhice" e por outras "calinadas" se vê que quem manda e selecciona (as análises são bem caras, cada uma) tem QI de ovelha e não sabe o que seja "melhorar hábitos e promover saúde (pedagogia)".

E outro detalhe...
Torrado ou crú faz alguma diferença. Se não mudasse mais nada (e muda) ficava-se com menos água. No caso isso verifica-se para a amêndoa, O miolo de amêndoa crú tem 4,9 g/100g de água e miolo de amêndoa torrado tem 3,0 g/100g de água.
Dado que o valores de medição são sempre 100g, como é que o valor de amido da miolo de amêndoa torrada é menor (passa de 2,6 g/100g em crua para 2,1g em torrada)???

E ainda outro detalhe:
O amendoim, miolo, crú, tem 5,3 g/100g de amido.
O amendoim, miolo, torrado sem sal, tem 5,0 g/100g de amido.
O amendoim, miolo, torrado com sal, tem 3,0 g/100g de amido.

Como é que torrar o amendoim encolhe o valor de amido (- água vai ter + amendoim, e logo + amido, não é) ???

Como é que torrar com sal dá uma redução tão grande de amido (no amendoim)???

Como é que o amendoim torrado salgado e amendoim torrado COM SAL tem a mesma quantidade de cinzas = 3,6g ???

Admito que possa haver explicação para estas coisas (mirabolante, aposto)...
Mas que parece que vivemos numa república das bananas/cerneiros, parece... jocolor jocolor

A moeda é 1cêntimo-carneiro-Tuga rendeer

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Abr 09, 2009 3:38 pm


FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 2:47 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum