O Teste do Amido!

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sab Mar 07, 2009 2:55 am

Dado o incrível interesse que o post acima gerou... jocolor jocolor jocolor
Aqui bebem sumol..., que é isso de ahgua??

Cada um terá o seu "ponto confortável"...

vou apenas indicar uma informaçãozinha para os mais esforçados de vós, os que pensam pela própria cabeça, verem que "conselho médico" não é sinónimo de "facto". Da wikipedia
(dá uma no cravo e outra na ferradura, alegremente, separada só por umas linhas... mas ainda assim...):
....................................................................

The "fact" that a person should consume eight glasses of water per day cannot be traced back to a scientific source.

http://ajpregu.physiology.org/cgi/content/full/283/5/R993

"Drink at least eight glasses of water a day." Really? Is there scientific evidence for "8 × 8oz"? by Heinz Valdin, Department of Physiology, Dartmouth Medical School, Lebanon, New Hampshire

((sumário: não é possível, após análise de literatura na net ou em papel, encontrar a fonte científica do mito dos 8 copos de água por dia. É 1 artigo longo mas que vale a pena ler. Aliás quem quiser progredir e ser capaz de avaliar as tangas que o que 1 médico/a diz... terá de fazer o trabalho de casa e ler coisas secas e longas como este artigo. Que apesar de longo é acessível.))
________________________________

"Medical literature favors a lower consumption, typically 1 liter of water for an average male, excluding extra requirements due to fluid loss from exercise or warm weather."

Rhoades RA, Tanner GA (2003). Medical Physiology (2nd ed. ed.).
Baltimore: Lippincott Williams & Wilkins.

((comentário: a wikipedia lista esta entrada como fonte, mas sem o texto, que pode ser que não esteja acessível online.
Esta recomendação parece-me mais razoável, para 1 pessoa sedentária. De notar que tanto é possível apresentar como normal uma pessoa a ingerir 750mL de água por dia como outra a ingerir 2000mL. Isto porque os rins trabalham extra para manter 1 equilíbrio. Mas "trabalho-extra" a seu tempo significará "desgaste-extra". Já para não falar que não urinamos água destilada. Mais água ingerida também significa mais sais minerais excretados. E não só... em termos digestivos.))



Deixo este quadro, que não garanto que se aplique a toda a gente, mas serve como prova que não urinamos água destilada, por muito clara que seja a urina, bebendo muita água.

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Dom Mar 08, 2009 12:55 am

Jogo de palavras...1-dó-li-tá... clown

Teste-do-iodo
Teste-do-amido
Teste-do-cereal
DECO
Futebol
5porting... alien

... Oops, descarrilou em qualquer lado... Smile santa
..................................................

Vou hoje por motivo de forças ocultas e na continuação da campanha negra, levantar 1 urdidura e mergulhar fundo na teoria da conspiração.
Desculpa Maria... mas é mais forte do que eu... Smile geek

Era uma vez... no tempo dos vossos avós, no novo mundo, um fulano, um "maricano" a que vamos dar o nome de Paul Stitt... Razz

O gajo tinha uma falta de princípios gritante... dormia com o inimigo. Ou seja trabalhava para uma grande empresa que produzia coisas que infelizmente há mães que dão aos filhos logo de manhãzinha, uns cereais de pequeno almoço, já cozinhados, rápidos e crocantes. Juntar leite e já está. Amor rápido... queen
...por comparação com um pequeno almoço melhorzinho, mas que demora mais tempo (mais amor) a preparar.

Vai dar tudo ao mesmo, não é? Talvez não... os números de carbs, gordura, proteína, vitaminas sintéticas, sabor "prá-frentex" e publicidade na televisão, não dizem tudo...

Mas o algodão (teste) não engana... farao

...continuem a ler...
..................................................
Assim, esta amostra de ser humano, práiíí... nos anos 70 Sleep , saiu dos carretos e para seu arrependimento futuro, deu 1 importante contributo para entender como funciona o "mundo das fadas".

O dito Paul Stitt, tinha entre os seus muitos defeitos, o grave defeito de ser curioso, ler e estudar. Assim por obra do demo, da sorte ou do destino... encontrou, leu e meditou em pesquisa anteriormente feita pela empresa que lhe pagava no fim do mês.

Vá-se lá entender... como é que um fulano trabalhando para quem trabalhava, já há vários anos no ramo... ainda arranjou escrúpulos para se sentir revoltado com o que leu study . Consciência, talvez?
Fosse como fosse, levantou ondas, enfim... não fez como o tuga típico que assobia para o lado e fecha os olhos para o que não interessa... e fala sobretudo de futebol, novelas, etc...

O gajo teve 1 ataque fatal de ingenuidade e alertou os chefes de que estavam a vender...enfim... não se pode dizer, mas rima com veneno para ratos... coff...coff... cereais para a mamã dar aos Zézinhos & Jaoaninhas... envenenava/matava/desnutria lentamente (por assim dizer...) coff...coff...as ditas cujas crianças... scratch

Ah!! Se fosse cá em Portugal...! Se fosse cá, seria uma cena tipo a do "Vitinho 17000€" a dizer para a TV que não tinha conhecimento que os bancos arredondavam para cima. Pois... seria mais engraçado Smile

...adiante...
..................................................
O "maricano" foi despedido e vá-se lá imaginar... não voltou a arranjar emprego no ramo.

Quem não acredite em paranóias... poderá pensar que foi por "as fadas" terem passado palavra umas à outras, que o totó era um gajo honesto, um defeito terrível, terrível, uma coisa abominável, enfim... não era possível pagar ao gajo 17000€;/mês para fazer os fretes...

Assim, já imaginam o resultado, né?

O candidato às novas-oportunidades, de patins, ainda apitou (calão para: bufou, fez queixinha, bateu com a língua nos dentes, zangam-se as comadres sabem-se as verdades, etc)...
Apitou para aqui e para acolá...
Os papéis da pesquisa despareceram. As fadas disseram que nunca tinham existido. Assunto arquivado. Não há suspeitos, não há culpados. Um final à Portuguesa.
flower
..................................................

A estatística que era o novo desempregado, mais 1 no desemprego... chegou, tardiamente à conclusão que tinha sido ingénuo.
Enfim, não tinha sido tão esperto como o nosso ministro-submarino, o Portas, que fotocopiava tudo...
Nem tão esperto como o nosso ministro-Freeport... que mandava fechar a empresa das fadas e destruir os arquivos (ou a % relevante, dele e dos amigos que podiam ser implicados). Golpe de mestre Smile

Este post vai ter direito a pic. Pois!!!
Porque escrito... vocês não acreditam, não é ??
afro




..................................................

Seja com for, quer acreditem no "apitador", quer acreditem nas "fadas", os dados são relevantes para vários "flocos". Seja de trigo, seja de milho, seja de ARROZ. What a Face

Capiche?? FLOCAR, não ser o melhor... santa santa santa

Os flocos acrescentam problemas às más escolhas alimentares & más técnicas de "poupar tempo" / "usar atalhos" usadas por muitas mães/esposas dos tempos de hoje. cat
__________________________________


Última edição por FreePort em Qui Mar 12, 2009 7:23 am, editado 1 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Campanha Negra?

Mensagem  Susana Lopes em Dom Mar 08, 2009 5:47 am

Como eu já tinha dito há uns tempos atrás, a Campanha Negra existe. Infelizmente, essa campanha não é contra a indústria alimentar - lá estou a repetir-me, mas é melhor repetir que não falar no assunto - é contra nós!

Olga, escreveu o seguinte à Rita (Teodósio), lembra-se?

Olhá quando chegar a parte onde se fala dos cereais de que a Susana falou, conte aqui, gostaría de saber como surgiu esta cmpanha dos cereais. Qualquer coisa assim... ok?

O que o FreePort aqui descreveu é mais ou menos o que a Carol fala no seu livro. Até à "invenção" dos cereais de pequeno almoço, a primeira refeição do dia era bem mais saudável. Nos dias de hoje, os cereais tornaram-se praticamente obrigatórios numa alimentação que denominaram de "saudável". Contudo, os cereais estão a revelar-se um verdadeiro veneno.

No livro da Carol, dá-se o exemplo de uma tribo - não sei precisar qual, porque não tenho o livro comigo - que só se alimentava de frutos, raízes e carne. Investigadores resolveram fazer uma experiência e introduziram cereais na sua alimentação. Pouco tempo mais tarde, as doenças - completamente desconhecidas nestes indígenas - apareceram e a tribo começou a morrer.

Coincidência? Infelizmente, há quem prefira ignorar: há quem prefira acreditar que é tudo imaginação fértil de cabeçinhas que não têm mais que fazer... até porque é mais fácil assim. Para quê mudar tudo?

A mudança é algo muito complexo para muitos de nós. Quantos de nós sabem que algo está errado - seja na alimentação, seja no trabalho, na sua vida pessoal - mas opta por nem pensar no assunto, porque fica mais fácil? Porque mudar, significa tanta coisa. Significa ter que planear: "O dia já é tão curto, tenho tanto que fazer... agora tenho também que planear?

"Mudo amanhã..." - como a história do ginásio ou daquela dieta que nunca mais se começa: "amanhã ainda vai muito a tempo".

Será que amanhã ainda vai a tempo?

E atenção: isto não vale só para os espondilíticos que deveriam, pelo menos, tentar e esperimentar uma teoria que está mais que provada em laboratório por cientistas creditados!

Isto vale para todos! Eu já disse aqui e repito - porque sim cyclops - o meu marido curou a Doença de Cronh (Crónica) através de uma dieta específica; conheço uma rapariga que tinha menos de meio ano de vida devido um cancro "raro", há alguns anos atrás: mudou a alimentação... casos e mais casos!

Gostaria que lessem o seguinte:


Doenças e Alimentação : Uma ligação indiscutível.

A alimentação pode estar na origem e na cura de várias doenças ligadas à alteração do sistema imunitário e às inúmeras moléculas artificiais acrescentadas estes últimos anos.

O Dr. Seignalet foi um médico francês, docente da Faculdade de Medicina de Montpellier, biólogo e imunologista, que dirigiu durante mais de 30 anos o laboratório de Histocompatibilidade de Montpellier. Pioneiro do transplante renal, orientou as suas pesquisas, desde 1985, para a Nutriterapia. Desde há 20 anos estava convencido da extrema importância da nutrição em inúmeras doenças. Foi autor de mais de 230 publicações científicas em língua inglesa e francesa. Faleceu a 13 de Julho de 2003. Seguia regularmente, nesse momento, 2500 pacientes no quadro das suas pesquisas.

A hipótese científica: o intestino delgado Dados recentes informam-nos que o intestino de pessoas portadoras de doenças inflamatórias crónicas (polipose naso-sinusal, espondilartrite, esclerose, doença de Crohn e rectocolite hemorrágica, entre outras), apresentam uma inflamação crónica do intestino, na maioria dos casos sem sintomas.

Enquanto as pesquisas científicas se interrogam sobre os factores ambientais que explicam a produção de anticorpos nas doenças autoimunes, o Dr. Jean Seignalet expõe a zona crítica: o intestino. Efectivamente, neste órgão, uma única camada fina de células separa a circulação do sangue de milhares de bactérias e do bolo alimentar em fase de digestão. Com o efeito da inflamação, o intestino, responsável pela assimilação e verdadeiro filtro, vai deixar passar certas moléculas que não deveria.

Os factores suspeitos desta inflamação crónica mais ou menos assintomática são vários:
1-Alimentação;
2-tóxicos (álcool, pesticidas, químicos, antibióticos, antinflamatórios, conservantes ...);
3-qualidade da flora intestinal;
4-Genética.

Na alimentação, seriam os lacticínios e o grande consumo de proteínas animais os mais habitualmente suspeitos, também nomeadamente quanto a riscos de cancro, diabetes, osteoporose, doenças cardiovasculares.

Todos estes factores interagem entre si para explicar a inflamação intestinal. Esta inflamação é responsável pela alteração das capacidades da mucosa intestinal em filtrar, deixando passar para o sangue moléculas que não passariam normalmente.

Resumindo, estas moléculas vão interagir com o sistema imunitário de certos indivíduos, provocando uma reacção final com produção de anticorpos que atacam os próprios componentes do organismo. Existe, ainda, o fenómeno de acumulação destas toxinas nos órgãos.

A lista de doenças que podem ser assim explicadas é vasta: Lupus, fribromialgia, doença de Crohn, doença de Hashimoto, Espondilatrite Anquilosante, poliatrite reumatóide, rectocolite hemorrágica, alergias, asma e muitas mais, sempre que possa haver alteração do sistema imunitário e acumulação de toxinas no organismo.

A assinalar também a eficácia desta teoria em algumas doenças neurológicas: autismo, esquizofrenia, depressão, Alzheimer.


A aparição da doença


A doença resulta da complexidade das interacções entre a natureza das moléculas que penetraram anormalmente, a genética - nomeadamente o tipo dito HLA do indivíduo - , e a alimentação. Por essa razão, as pessoas desenvolvem doenças em tempos e intensidades distintos.

A alimentação moderna, nomeadamente através das inúmeras moléculas artificiais introduzidas pela indústria química, seria a principal causa da inflamação crónica. Note-se também as moléculas responsáveis pela poluição do ar (plásticos e estofos de um automóvel novo, por exemplo), que podem contaminar o organismo e explicar alergias, intolerâncias, etc...

No livro do Dr Seignalet, é apresentada uma extensa teoria ligada à rápida evolução da alimentação do homem nos últimos 10000 anos. Certos alimentos não são aparentemente compatíveis com o nosso organismo, sobretudo quando são concebidos em fábricas, e com químicos acrescentados. É muito provável que a genética do caçador-recolector paleolítico não tenha tido tempo de se adaptar à alimentação moderna. Desta inadaptação, segundo o autor, resulta a explicação de inúmeras doenças modernas.


A nutrição Seignalet


A dieta deste imunologista é chamada de dieta ancestral ou dieta Paleolítica ou, ainda, regime hipotóxico. Consiste, em resumo, na supressão do leite animal e dos produtos derivados do leite, do glúten e dos cereais (centeio, trigo, aveia, milho etc.), excepto o arroz, o sésamo e o trigo negro.

Deverá consumir-se a maior quantidade possível de produtos da agricultura biológica (sem químicos), utilizar óleos obtidos pela técnica da primeira pressão a frio, como o azeite extra virgem, e evitar a preparação dos alimentos a altas temperaturas (grelhados, assados). Na sua prática de médico e ao longo dos últimos anos, a nutrição Seignalet foi aplicada a mais de 115 doenças e 91 destas apresentaram reacções favoráveis.

Mais informações em www.seignalet.com.

E para terminar, gostaria de perguntar o seguinte:

Elaine Gottschall: Bioquímica e Bióloga Celular. Especializada em estudos sobre o efeito dos alimentos no corpo humano. Recebeu o seu diploma de bacharel em 1973, após ser graduada Magna Cum Laude pelo Montclair State College de Montclair em New Jersey. Fez Pós-graduação no Departamento de Pós-Graduação em Nutrição em Rutgers, The State University of New Jersey, New Brunswick em New Jersey. Descobriu a cura da doença da filha: Doença de Cronh. Qual a cura? Um dieta específica: http://www.breakingtheviciouscycle.info (o meu marido refere-se a esta senhora como "a que me salvou a vida".

Alan Ebringer: Professor de Imunologia, foi nomeado Consultor em Reumatologia, na UCL School of Medicine, Middlesex Hospital em Londres, pelas suas descobertas no campo da reumatologia. Foi premiado com a Medalha de Ouro da Real Sociedade para a Promoção da Saúde para a sua investigação sobre a BSE e é Consultor em Doenças Auto-Imunes para o NIH (National Institute of Health), em Washington DC.

Dr. Seignalet: médico francês, docente da Faculdade de Medicina de Montpellier, biólogo e imunologista, que dirigiu durante mais de 30 anos o laboratório de Histocompatibilidade de Montpellier. Pioneiro do transplante renal, orientou as suas pesquisas, desde 1985, para a Nutriterapia.

(Para quem gosta de "ver" as credênciais Shocked ...)

Segue-se, finalmente, a questão:

Estarão estes cientistas- e muitos outros - assim, tão enganados? Será que eles só pretendem conspirar contra a Indústria Alimentar? Será que décadas de investigação em laboratório com provas decomentadas... será que não valem nada?


Provavelmente, hoje é um bom dia para Mudar...

Um abraço e até de repente,

flower

Susana Lopes

Susana Lopes

Mensagens : 364
Data de inscrição : 27/12/2007
Idade : 43
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário http://espondiliteanquilosante.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Dom Mar 08, 2009 9:05 am

Os cereais serem considerados a parte básica/fundamental da dieta é de influência americana.
Melhor dizendo...o progressivo peso que os cereais vão tendo na dieta (tem tendência para aumentar) é de influência americana.

Influência essa que data do século 19, e sobretudo devido a certas personagens ligadas a fortes convicções religiosas. Isto é mencionado no livro da Carol Sinclair, da página 42 à página 44.
A Carol até nem diz alguns detalhes caricatos, mas eu que sou um sem-vergonha Twisted Evil vou acrescentar daqui a bocado... Smile

A Carol menciona 3 americanos:
a) o reverendo Sylvester Graham, (1794-1851), pregador presbiteriano; anti comer carne;


............................................................................

b) a irmã Ellen White, (1827-1915) da igreja dos adventistas do 7º dia; anti comer carne;


............................................................................

c) o Dr. John Harvey Kellog, (1852-1943)também da igreja dos adventistas do 7º dia (é... o tal dos cornflakes); anti comer carne.


............................................................................
(a Carol não fala disso, mas depois haveria que citar mais uns tantos americanos que no século 20, no pós-guerra influenciaram a medicina e políticas alimentares. Tal como Ancel Keys (Jan1904-Nov 2004), bulldog anti-colesterol e pró dietas baixas em gordura, influência essa nociva e que dura até hoje. E que devido à falta de cabeças honestas&funcionais nesta Europa...irá durar sabe-se lá até quando...


............................................................................

Para dar 1 exemplo, a Noruega, quer aumentar o consumo de amido. Podem pensar que isso, as recomendações oficiais não valem nada, cada 1 come como quer...



Pois... os ingénuos & os chicos-espertos também pensam que a publicidade usa técnicas que só cativa burros. E no final compram... como os burros.
Ou vocês pensam que a indústria gasta biliões em publicidade para nada??

As recomendações oficiais a seu tempo entram na cabeça, de tão repetidas em todo o lado. Porque muito do que pensamos que sabemos... não testamos, nem medimos, nem contestamos...)
............................................................................

Detalhes que não constam do livro da Carol geek :

Sylvester Graham, morreu aos 57 anos. Defendia que os homens deviam abster-se do sexo até aos 30 anos e depois disso ter sexo 1x por mês affraid . Ah... para que saibam... ele era o 17º filho, o pai tinha 72 anos quando ele nasceu. Defendia Sylvester Graham, camas duras e duches de água fria. affraid
Ainda hoje se vende 1 bolacha com o nome dele. santa
............................................................................

John Harvey Kellogg, defendia a castidade e segundo dizem nunca fez amor com a esposa. I love you
Para remediar o pecado da masturbação, defendia circuncisão sem anestesia para os rapazes. E mutilação do clitóris com ácido carbólico para as raparigas. affraid
Recomendava 30 a 85g de farelo por dia e óleo de parafina (um laxante) em cada refeição Embarassed .
Viveu até aos 91 anos.
Diz-se e penso que com razão, que não devia seguir os conselhos que dava. Evil or Very Mad
Os efeitos conjuntos de tanta fibra e tanto laxante deviam ser o suficiente para ter falta crónica de vitaminas lipossolúveis A, D, E, K, problemas intestinais graves (e muitos outros) e morrer bem mais cedo.
............................................................................

Como veem, base religiosa, fanatismo anti carne, o que implica usar os cereais como base alimentar. Sem base científica. No

E depois no século 20 a política americana e o $ da indústria americana meteu-se no meio... com dezenas de pessoas nos bastidores a terem peso nesta e naquela decisão, sem base científica na maioria dos casos, ou com base errada.

E a Europa pós-guerra ficou numa posição de inferioridade. Reforçada por parte dos melhores cientistas europeus serem Alemães (pré segunda guerra mundial) e a Alemanha e a sua pesquisa anterior e posterior, devido à língua e ódios pós-guerra (dentro da Europa e nos USA) ter sido ignorada. Ostensivamente. pig drunken

E hoje a Europa não dá cartas. Podem aceitar isso ou negar.
Andamos a reboque... Antes da crise e durante a crise... geek
_______________________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Mar 09, 2009 12:26 am







Última edição por FreePort em Seg Mar 09, 2009 2:11 pm, editado 1 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Mar 09, 2009 12:33 am

Este teste, do tomate, merece uns comentários, dado ser 1 alimento relevante na alimentação de baixo-amido.

Verei se ao fim do dia tenho tempo para acrescentar umas ironi.. ooops... Embarassed
...queria dizer...
uns comentários imparciais, honestos e acima e além de quaisquer suspeitas santa

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  Susana Lopes em Seg Mar 09, 2009 2:27 am

Dizem que cada caso é um caso...

Apesar da Carol fazer um gaspacho digno de fazer inveja a qualquer um, o tomate parece ter amido suficiente para desencadear inflamação. Falo por mim, claro.

Carol diz que o tomate é considerado um fruto e, por isso, se maduro não faz mal. Infelizmente, o teste que fiz - não premeditado, dado que acreditei na versão da Carol - foi bastante affraid !

Mas... o amido poderá não ser o único responsável pela inflamação que desencadeou (em mim).

FreePort: há uns posts atrás, fizeste testes a pimentos... depois do episódio com o tomate, eu passei a fazer testes a tudo.

Os pimentos passaram nos meus testes (tal como passaram nos teus). Não obstante, o grau de inflamação (um simples prato de "frango com pimentos" No ) foi bastante significativo pale .

Eu pesquisei e descobri que os pimentos faziam parte da lista de legumes denominados “nightshades” (em inglês). Eu não sei qual a tradução certa para o português Embarassed .

Ao que parece, estes legumes (batata, tomate, pimentos, beringela, malagueta, entre outros) são susceptíveis de provocar inflamação devido a um alcalóide químico chamado Solanine. Este alcalóide é responsável pelo desencadear inflamação, principalmente a pessoas com doenças inflamatórias.

Na Artrite Reumatóide, estes alimentos são totalmente desaconselhados. Fica um pequeno texto retirado daqui.:

Solanine is a substance found in nightshade plants, including tomatoes, white potatoes, all peppers (except black pepper), and eggplant.

In theory, if not destroyed in the intestine, solanine may be toxic. One horticulturist hypothesized that some people might not be able to destroy solanine in the gut, leading to solanine absorption and resulting in OA. This theory has not been proven. However, eliminating solanine from the diet has been reported to bring relief to some arthritis sufferers in preliminary research.2 3 In a survey of people avoiding nightshade plants, 28% claimed to have a “marked positive response” and another 44% a “positive response.”

Researchers have never put this diet to a strict clinical test; however, the treatment continues to be used by some doctors with patients who have OA. As with the Warmbrand diet, proponents claim exclusion of solanine requires up to six months before potential effects may be seen.

Totally eliminating tomatoes and peppers requires complex dietary changes for most people. In addition, even proponents of the diet acknowledge that many arthritis sufferers are not helped by using this approach.

Agora... o meu oragnismo "reage" ao tomate porque ele tem amido ou porque ele pretence ao grupo dos “nightshades” ? Não sei silent .


Até de repente... flower


Susana Lopes

Mensagens : 364
Data de inscrição : 27/12/2007
Idade : 43
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário http://espondiliteanquilosante.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Mar 09, 2009 4:49 am

“Nightshades”... "sombras da noite"... da família das solanáceas, tem cerca de 50 membros e 2800 espécies.
Tomate, pimento, beringela, batata, tabaco, beladona...

Ah, estas forças negras... Smile The power of the dark side!! Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil

Os macrobióticos não gostam dos “nightshades”, como lhe chama a Susana.
Chama-lhes: "legumes/frutas muito yin" Smile
Enfim, os macrobióticos são contras esses "legumes e frutas muito yin" e também contra frutos/vegetais fora da estação.

Nisso de "fora da estação" tem razão, a meu ver.
Em Julho/Agosto logo veremos que se arranja testes de tomate, testados com iodo e sem mudar de cor.
Segundo espero, lá para a estação do tomate (meio do verão/fim do verão) voltarei a testar e veremos.
Penso que será possível achar amostras sem amido, com facilidade até.

Até lá penso que o melhor é comprar crús, tão maduros quanto possível, lavá-los, descasca-los e mastiga-los bem, crús.

Quem puder, claro está... cat Sobre a questão da inflamação, isso depende da pessoa.
..................

Eu fico muito "inflamado" quando ouço certos ministros pig falar... clown clown clown

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Mar 09, 2009 7:17 am

Susana, queria acrescentar 1 coisa...

A questão da inflamação pode-se eventualmente medir, mas não deve ser fácil.
Não estou a falar das tabelas meias ridículas da nutriondata...
Enfim... testes clínicos, da proteína C reactiva, ou isso.

Mas não era isso que queria dizer...
O teste do iodo, avalia o amido. E a meu ver avalia bem.
Eu estou com dificuldades em aplicar o teste a líquidos, porque isso implica maior grau de conhecimentos e controle.
Mas em sólidos, o iodo resulta bem.

Também ainda não avancei para um ou outro produto que dizem ser mais difícil, mas lá chegarei. Não há pressa...

O que queria dizer é isto: o amido é APENAS 1 factor.
O amido pode ser dividido em 2 fracções. Uma reage mais ao iodo, outra reage menos.
É bom saber isto, mas para a maioria das pessoas não tem aplicação imediata.
E mesmo em tabelas a medir estas diferença, há falta delas...

Assim, o amido é 1 factor e a há outros factores, alimentares e não só.

O tempo é outro factor, fazendo as coisas certas é 1 factor que ajuda, fazendo as coisas erradas... No
...............................................

Ah, a bebida também, nem que seja água... é 1 factor.
Não acho que excesso de água seja bom.
Ainda espero 1 dia testar certas águas... estou cá com 1 palpite... Smile

Há comidas com amido, que devidamente preparadas são melhor aceites pelo corpo.
Há pessoas com intolerância a glutén (intolerância grave) ainda assim podem comer uma certa (pequena) quantidade de pão preparada de certa maneira (nada rápida de preparar, diga-se de passagem).

Assim, comida à parte, fica pelo menos em evidência o exercício "pró-osso".
Já leu o pdf?

Fica o cuidado na escolha de produtos de limpeza e de higiene.
Fica o "descanso melhorado".

Ficam outras coisas que numa altura, ou noutra podem ajudar a subir mais 1 degrau.
O problemas destes "extras" é que muita gente quer resultados imediatos com o mínimo de esforço.
Enfim... milagres só em Fátima, no século passado.

What a Face
___________________________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Seg Mar 09, 2009 2:13 pm

Fiz update ao Post do tomate, para estar tudo junto.... cat

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Ter Mar 10, 2009 5:28 am

Deus criou os tomates, as cenouras e os alfaces, etc. farao

O lavrador honesto cultiva as variedades saudáveis, na altura certa, colhe-os na altura certa, vende-os frescos, pelo preço certo e viveram todos felizes para sempre... amén Smile

O Diabo inventou o tomate transgénico, modificou-o para ser maior e vermelho desde que nasceu, injectou-lhe antibióticos e pesticidas no código genético para poder ser cultivado até por políticos, no meio de terras doentes, exauridas e ultra-exploradas.

Assim esta tomate-Frankenstein, obra do demo, que cresce em metade do tempo, para o dobro do tamanho, com uma cor vermelho-lábios-de-anja, que aguenta o transporte entre o Chile e o mercado, sem acusar marcas na pele, e a cheirar a Channel number 5... é vendido como tomate a 0,99€ o kg, sabe a água e erva crocante, ou dependente do transgénico... a morango..., ou no pior dos casos, lembra palha... ou couve.

Ou... essa versão moderna... tem 1 destino mais "choque tecnológico". Ou seja...
avança-se com a cassete a velocidade rápida...

e no fim dá "uma coisa" envidrada, enlatada, pelada, moída, desidratada, concentrada, ou metida em bisnagas. Ou misturada em ketchup, pizzas ou chouriços, ou sopas, ou sabe-se lá que mais...
A lista aumenta constantemente, sem parar.

Estufas, tomate importado, tomate moído, triturado, em sumo, em pasta, tomate adoçado, Pesto, etc... Sad
...............................

Ora bem, diz a tradicional sabedoria, que tomate que é tomate... era torto, tinha imperfeições, tinha tamanho mais pequeno e muitos tamanhos diferentes. Era original, atrevido e exibicionista.
E não era para todo o ano, via-se mais lá para os meses de verão... Julho e Agosto.

Uma coisa é o que dizem as tabelas de composição inglesas... traços de amido.

Outra coisa é o que dizem as tabelas de composição tugas... zero amido para tomate fresco, ou zero amido para sumo de tomate. Ou 0,2g de amido para conserva natural de tomate tuga.

No es vero.
Outra coisa é o que diz o teste (o saber-experimentado).
O algodão não engana... Smile
...............................
Eu procurei em em cima e em baixo e no meio...

por um vidrinho com tomate que não desse amido e que fosse, só tomate, nada mais que tomate e todo ele tomate.... E acho que não há.
Enfim, se fosse rico, ainda experimentava as versões biológicas, que tem $ ultra-biológicos Smile
Por isso... resignei-me às forças negras... é esperar pelo tomate da estação.

É pena, porque o potássio e o licopreno (antioxidante) do tomate são factores importantes numa alimentação de baixos carbs e baixo amido.
Não gosto da solução-Teodósio de beber água à litrada para obter potássio (ou outros minerais).

Assim... penso lá para o verão... comprar o tomate maduro, descasca-lo, cortá-lo, aproveitar o sumo, tirar os pevides e acrescentar ao prato principal, queijo, carne, iogurte, ou outro vegetal que coma nessa refeição.
...............................
Faz-me 1 bocado de confusão este teste, como é que uma coisa que foi obviamente colhida verde (tem amido), parece tão vermelha? É das forças negras, só pode... !!!
Nota: lá para os lados da Guiné... chamam-lhe forças invisíveis... hehehe Smile

Por ordem cronológica:
1º teste 19jan2009 (tomate industrial, triturado, em vidro). Tem amido.
2º teste 20jan2009 (tomate fresco, fora da estação). Tem amido.
3º teste 09mar2009 (tomate industrial, triturado, em vidro). Mesmo resultado, tem amido.

Mais tomate-testes previstos para o verão, a estação certa do tomate.

Vivam as forças invisíveis clown clown clown


____________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Mar 12, 2009 12:13 pm

Apesar estar a adiar fazer este teste, tinha que ser...

...porque a Susana come amêndoas descascadas,
porque é um alimento que eventualmente outros aqui também comem,
porque a Sinclair o usa nas receitas (amêndoa moída),
porque a Gottschall também recomendava,
...por várias razões.

Para adiar há outras razões... tipo fazer um teste de grupo de oleaginosas/frutos secos...
ou associar a este teste a composição destes alimentos.

Acrescente-se que já sabia (por ouvir dizer) que o teste de iodo é menos eficaz em algumas coisas mais engorduradas, tipo amendoim...
Ora bem, dado eu tentar aprender com os erros dos outros, estava a adiar a ver se arranjava mais informação sobre isso.
É meio difícil, dado que o número de pessoas que testa é muito menor do que a "carneirada".
.............................

Por isso, aqui vai, 1º teste, tosco, a ver o que sai...
e "toca-se de ouvido", ou seja, improvisa-se a seguir...

Como alguns de vós, mais sabidos por lerem o livro da Sinclair, já sabem, removendo a casca da amêndoa/nozes etc, fica-se com menos amido. Isso não é complicado (tirar as cascas) é perguntar à avózinha... que ela diz como se faz.
Depois pode-se moer a amêndoa, poupa muito mastigação e melhora a digestão. Claro está que fica menos prático para transportar e estraga-se mais rápido.
A questão de tostar, ou demolhar antes de tostar, bem...outros assuntos, não vou por aí.

Eu prefiro a manteiga de vaca como gordura, acho que nutricionalmente tem melhores matemáticas e diz o meu corpo que se digere melhor. Pode-se comprar amêndoa moída em frasco, embora tenha poucas dúvidas que qualquer amador faça um melhor produto e mais fresco em casa.

Um conselho, tenho lido repetidas vezes que a manteiga de amendoim é culpada de muitos falhanços em dietas baixas em amido. Ou seja inibe progressos, ou causa retrocessos.

Isto pode ser por várias razões.
Uma é: alergias,
outra é comer-comer-comer ignorando ostensivamente a quantidade que se come.
Outra razão é a digestibilidade (ou falta dela) da dita cuja.

Enfim... quem vos avisa, pode não ser vosso amigo. Twisted Evil
Mas quem vos avisa a tempo, com antecedência e sobre um assunto relevante...



Sobre o resultado do teste... à primeira vista parece não dar reacção ao iodo. Suspect

Vai ser preciso outros testes, noutras oleaginosas/frutos secos, para ter pontos de comparação.
E volta a lembrar, o teste é menos eficaz neste tipo de alimentos (gordurosos) sendo a consulta das tabelas em relação ao amido destes, muito aconselhável.
____________________________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Sab Mar 14, 2009 6:21 am


FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dúvida...

Mensagem  Susana Lopes em Ter Mar 17, 2009 9:00 am

Olá, FreePort!

Um dúvida:

A questão de tostar, ou demolhar antes de tostar, bem...outros assuntos, não vou por aí.

Eu costumo tostar as minhas amêndoas... estarei a fazer algo de errado? Bem, eu sei que submeter os alimentos a altas temperaturas não é um bom procedimento...

As minhas amêndoas não ficam muito tostadas... é só para dar uma "cor" e dar um sabor melhor (eu não gosto de amêndoas Rolling Eyes ).

O que pensas sobre isso?

Obrigada e até de repente!


Susana

Susana Lopes

Mensagens : 364
Data de inscrição : 27/12/2007
Idade : 43
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário http://espondiliteanquilosante.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Ter Mar 17, 2009 10:45 am

Ora bem, gostava de dar uma boa resposta sobre isso.
E acho que consigo tendo tempo. Para fundamentar.

Pode-se tostar.
Pode-se não tostar.
Pode-se demolhar um certo tempo e tostar depois.

Todas essas opções tem base. Em qualquer dos casos mastigar bem.
Antes de considerar detalhes como esse, é necessário considerar que o corpo tenha a quantidade suficiente de gordura (gordura total) e a quantidade suficiente de gorduras essenciais (os vários omegas, etc).

Depois há a considerar que com as mesmas gorduras totais, usar margarina, usar manteiga, usar oleaginosas (leia-se: amêndoas, nozes, sementes de gergelim, de girassol, de linho, avelãs, etc...) não é a mesma coisa.

Mesmo tendo o óleo de linho uma boa quantidade de omega3... depois é preciso ver a "conversão" que o corpo precisa fazer, neste caso em perda...

E depois em mais perda ainda... considerando que uma pessoas com saúde afectada, faz pior, ou muito pior as conversões, ou quase não faz...

..................
Dito isso, e dado que não queria estar a indicar este autor faz isto, este autor faz aquilo, vai a este link, compra este livro...

Depois indico uma técnica de tostar e razões para o fazer.
Razões para não tostar, noutro post.
Uma técnica de demolhar & tostar e razões para o fazer, noutro post.

Isso tudo demora tempo, para ficar uma coisa de jeito Smile

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  Susana Lopes em Ter Mar 17, 2009 1:41 pm

Olá, Like a Star @ heaven

Muito obrigada pela ajuda! Já vi que vai dar uma trabalheira Rolling Eyes

flower

Quanto às gorduras... eu costumo usar azeite ou margarina vegetal na minha cozinha. Manteiga de origem animal, só no pão: há muito tempo atrás Shocked . Dizes que te dás melhor com a manteiga de origem animal, porque a digeres melhor.

Eu não posso consumir gordura nas quantidades necessárias ao bom funcionamento do organismo, por causa da minha disquinésia biliar. Por vezes, preciso de parar de tomar o óleo de fígado de bacalhau. O pior é que eu emagreci bastante (DSA aliada à DB). Será boa ideia começar a introduzir a gordura de origem animal (estou a falar na manteiga)?


Até de repente...

Susana

Susana Lopes

Mensagens : 364
Data de inscrição : 27/12/2007
Idade : 43
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário http://espondiliteanquilosante.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Ter Mar 17, 2009 2:00 pm

Ah, bom... com limitações entende-se. Sobretudo no caso do óleo de fígado de bacalhau.
Mas nem todos os óleos de fígado de bacalhau são iguais.

E pode-se contornar isso.
Ou com um óleo fígado de bacalhau de qualidade (sem vitaminas sintéticas),
ou usando óleo de peixe, que é um óleo sem vitaminas (o que eventuamente permite aumentar a dose).

Ainda assim, como disse, associar manteiga tradicional ao OFB tem vantagens, na sua absorção. Seja lógico ou não seja lógico, funciona.

Sobre a manteiga tradicional, eu ainda estou para ver margarina que se lhe compare.


Última edição por FreePort em Qui Out 08, 2009 3:23 pm, editado 1 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Mar 18, 2009 5:20 am

Dado as tabelas alimentares Tugas, Inglesas, Sinclairianas ou Zapateras não conterem informação acerca do amido da semente de linho/linhaça:



O que todas essas tabelas não contém (é cómico, mas é a realidade)
é a informação do ácido fítico de cereais e oleaginosas/sementes.

O ácido fítico é (entre outras coisas) a razão porque os nossos antepassados (gente burra que só podia recorrer aos feiticeiros e bruxas e não sabiam o que a química era)...
demolhava-fermentava-tostava certos alimentos.

Hoje em dia não se faz isso (ou pouco e mal). Enfim, são procedimentos que levam o seu tempo... e tempo é dinheiro.
E os feiticeiros de hoje em dia (leia-se médicos, dietistas, nutricionistas) não dão muita importância a essas excentricidades dos nossos antepassados.
Enfim os nossos antepassados eram burros, ignorantes, sujos ... apesar disso conseguiam ter melhores dentes e melhores ossos.

Devia ser o ar (que era mais puro), ou a água (que tinha mais cálcio e mais pura, noutros tempos Smile
___________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Mar 18, 2009 7:14 am

Dado que os testes de amido ainda não estão prontos,
e dado que há muitos "pecadores"...



... rezai e arrependei-vos irmãs... e não volteis a pecar hehehe clown clown clown
..........................................................................................................

Os dados são das tabelas oficiais nacionais,
por isso (em teoria) podem reflectir melhor o que cá se come.
A tabela acima é apesar disso, uma "salada russa", ou seja estão misturados vários tipos de alimentos.
Não calhou de ser assim, fiz assim para assinalar certos alimentos que "FOGEM À REGRA".

Por exemplo as carnes não tem amido, mas podem ter um bocadinho de glicogénio (no fígado).
Os peixes não tem amido, mas alguns moluscos...
O café líquido quase não tem amido, mas "certas modernices acafezadas" tem bastante...
A manteiga tradicional não tem amido, mas certas "margarinas elegantes" tem...

De resto aplica-se a REGRA GERAL...
e dando uma vista de olhos nos testes de amido feitos, ajuda.

A seu tempo irei preparar uma tabela com conteúdo de amido de oleaginosas tugas,
dado o teste de amido
(eventualmente devido à gordura isolar o amido do iodo)
não dar resultados óbvios, como devia.

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  Lia Teixeira em Qua Mar 18, 2009 8:38 am

Olá, freeport, sabe dizer-me se o fígado de frango tem amido? Pelo que li, o amido depois de transformado em maltose, é degradado em glicose que, por sua vez, é armazenada no fígado como glicogénio. É isso?

Então como é que o fígado de porco não tem amido e o de vaca tem? Será que o de frango terá? Obrigado.

Lia Teixeira

Mensagens : 12
Data de inscrição : 26/12/2007
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Mar 18, 2009 11:09 am

Lia, olá Smile

Os dados que indiquei são os do INSRJ (instituto nacional de saúde Ricardo Jorge), última versão = 2006.
Que é a referência, por cá.
Sim, eu também tinha reparado nesse detalhe, pela lógica o fígado do porco devia ter glicogénio Smile
Noutros países, outras tabelas, os porcos são diferentes Smile
Não tirei ainda isso a limpo, dado o tempo não dar para tudo e haver coisas mais importantes.

No momento a informação que existe (toda, de 2006),
de 10 referências sobre fígados Tugas (crús ou cozinhados) tem:
Fígado de porco
Fígado de vaca
Fígado de vitela

Ou seja, não consta fígado de frango, nem fígado de coelho, nem fígado de pato.

E não fiquem a pensar que a tabela tuga é "santo graal" das tabelas.
O livrinho tuga dava para escrever outro livrinho acerca das suas falhas e limitações que até doem de se ver.
Há tabelas online grátis e melhores.

Sobre o fígado do frango, é eventualmente o mais barato dos fígados,
no entanto o fígado de porco (e ainda mais o fígado de boi) é mais nutritivo (B12, etc) que o do frango.

Assim pensando no pior, mesmo com 2% de glicogénio, dado ser um alimento de suplemento, muito rico em vitaminas e minerais, barato para a sua composição, a usar um par de vezes por semana, compensa o pouco glicogénio que possa ter... se suportado pela digestão de quem usar.

Depois, mais à noite, respondo ao resto.

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qua Mar 18, 2009 12:50 pm

Sobre o caminho que o amido leva pirat ,

em teoria, na pessoa 100% saudável cheers :

Amido (poli-sacarídeo) >
> digestão pela saliva e sucos do pâncreas >
> maltose e isomaltose (bi-sacarídeos) >
> através das enzimas maltase e isomaltase >
> dá glucose + glucose (mono-sacarídeos).

Ora bem como se subentende acima, é necessária digestão!!

Digestão essa que algumas pessoas não fazem bem
e que algumas pessoas primam por fazer muito mal,
não sendo por isso capazes de tolerar o amido: dores, rigidez, etc.
......................................................................................................
E no caso de pessoas com problemas digestivos Embarassed dá algo como isto:

Amido (poli-sacarídeo) >
> indigerido em parte ou todo >
> chega onde não devia chegar, ao intestino grosso >
> é fermentado por más-bactérias (Klebsiella & companhia) >
> produção de sub-produtos (certas proteínas que reagem com sistema imunitário, ácidos, etc) >
> aparecimento de problemas digestivos, articulares, musculares, ósseos, etc (a seu tempo) >
> a) queixas > médico/a > "comprimido mágico + fé"
b) ou... mudança de alimentação + tino + persistência.

......................................................................................................

É por isso que alimentos com carbs mais simples,
tipo MEL, ou DEXTROSE (em pó e pura),
(NÃO o xarope líquido de dextrose-pasteleira, tipo "FAQ flagrante delícia"),
são melhores suportados pelos corpos dos AMIDO-DESAFIADOS
(termo politicamente correcto e como já disse destes termos:
inútil, não explica nada, nem aponta curas).
.....................................................................................................
Em números:

Mono-sacarídeo: 1 molécula Razz
Bi-sacarídeo: 2 moléculas alien
Poli-sacarídeo: centenas de moléculas pig Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil .


O esforço digestivo é menor/muito menor para digerir 1 molécula, não é? Smile
Imaginem carregar 1kg. Agora imaginem carregar 400 x 1kg = 400kg... todos os dias, 365 dias por ano...

Dependendo do tipo, são às vezes muito enrodilhadas umas nas outras e cheias de recantozinhos.
flower

Daí hoje se saber que existem amidos-resistentes. Ou seja amidos, que mesmo nas pessoas saudáveis não são digeridos de todo. Digo isto para alertar que em pessoas com problemas de digestão, estes factores estão multiplicados. cat


Última edição por FreePort em Qui Out 08, 2009 3:22 pm, editado 2 vez(es)

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  Lia Teixeira em Qui Mar 19, 2009 7:43 am

FreePort: obrigada pela sua resposta tão detalhada!

Eu costumo usar o fígado de frango numa receita de paté, por isso a pergunta. Também costumo comer fígado de coelho. Eu sou muito sensível ao amido, basta o amido existente num único comprimido para desencadear uma crise... penso que o fígado - de frango e de coelho - não deve fazer mal. Eu deixei de comer fígado de porco no momento que começei a dieta. Vou experimentar e ver o que dá.

Fiquei bastante esclarecida com a explicação "Sobre o caminho que o amido leva"!

As informações que tem partilhado com este fórum são bastante interessantes, elucidativas e muito úteis. Tenho pena que haja tantos membros que não consigam compreender isso.
Da minha parte, o meu obrigado pelo seu contributo!

Lia

Lia Teixeira

Mensagens : 12
Data de inscrição : 26/12/2007
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Mar 19, 2009 10:04 am

Lia,

acerca do fígado e testes noutras tabelas, irei tratar disso. Penso que no fim de semana está pronto e dará para tirar conclusões (farei para os fígados todos, se possível, para assentar ideias nesse ponto).
Fígado de frango, sim, há medições de amido.
Fígado de coelho... à primeira vista não consta de tabelas que meçam amido (que eu tenha acesso).
Eu procurei.

Ah, o caminho do "amido-da-onça".
É um animal sociável que existe em grandes números, em poligamia. São famílias muito numerosas de 200, 300, 400, há quem diga milhares de membros. E depois a forma como se juntam também faz diferença, tendem alguns a viver em cima dos outros. Uma desgraça jocolor jocolor jocolor

(até as populações humanas quando começaram a comer mais cereais (mais amido) aumentaram e muito em número (enfim causa mudanças hormonais, adolescência mais cedo, etc).

Pode parecer ridículo, devido à forma como o apresento e alguns membros são gente fina que ligam mais à forma do que ao conteúdo. Eu ligo ao conteúdo (dos livros e pessoas, mais ao bom-coração e menos à cara-de-sorriso-pespsodent-afivelado-que-veste-armani-e-coração-preto).

.....................................................................................................

Tenho noção que com imagens (ou esquemas) alguns começam a ganham noção disso.
Daí a utilidade dos testes de amido (cores) e a utilidade das tabelas (números).

.....................................................................................................

Lia, continuando...

"O caminho da Frutose & glucose"

quote da Lia:
"... é degradado em glicose que, por sua vez, é armazenada no fígado como glicogénio. É isso?"
.....................................................................................................
Depende...

Se estivéssemos a falar da frutose (em pó, ou das frutas, ou do mel, ou das bebidas adocicadas com HSCF):
passa pelo nosso fígado e gosta de se armazenar lá... até encher o fígadozínho.
Só que... após certa dose, ou estando já as reservas de glicogénio cheias,
(muitas calorias & pouco exercício)... mesmo com as reservas totalmente esgotadas,
.. vai para "pneus" à volta do umbigo.
O fígado normal humano armazena até cerca de 80-100g de glicogénio (400 kcalorias)
e depois começa a "açambarcar prós-pneus".



Em atletas, sobretudo para os que fazem carb-load, podem ter maiores reservas de glicogénio.
E também pessoas que tem muita massa muscular,
podem armazenar algum glicogénio nos músculos.
.....................................................................................................

Voltando atrás... glucose não é frutose.
A frutose tem boa reputação, mas está em perda, devido às pesquisas feitas.
A frutose engorda, engorda mais que a glucose,é dito há décadas ser o carb mais lipogénico.
(para dar um exemplo de lipogénico (tosco) diria que 1 porco tem mais tendências lipogénicas (criar gordura) que 1 galgo de corrida. Lipo-génico, cria gordura, faz nascer gordura)

A frutose tem baixo índice glicémico, "porque dá mais voltas e mais lentas", passa pelo fígado... enquanto a glucose fica disponível mais rápido para os músculos.
.....................................................................................................

O caminho da glucose/frutose DEPENDE da actividade feita logo antes de tomar...

Ou seja... imagine-se uma pessoa de 100kg que corre 60 minutos (nem que seja no mesmo sítio).
Gasta parte das suas reservas de glicogénio.
Essa pessoa se tomar 100g de dextrose+água logo que acabar o exercício...
é muito provável que essa glucose vá para os músculos e não "pró-pneu".
(Disclaimer: não sendo atletas, não usem tanta dextrose...
E mesmo sendo atletas, depende do vosso peso e tipo de treino. Era só um exemplo Smile )


Usando frutose pós exercício, vai reabastecer as reservas de glicogénio do fígado, mas vai menos para o músculo e mais lentamente. Na prática engorda mais.

Por isso os culturistas (os inteligentes), mandam "pastar-pró-quintal" os nutricionistas e médicos, e usam DEXTROSE+PROTEÍNA após o treino.

Idealmente a glucose a ser usada devia limitar-se ao pós-exercício.
Enfim... se a saúde permitir. Se uma pessoa dentro dos carbs só tolerar mel e pouco mais, deve usa-lo.
________________________

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  FreePort em Qui Mar 19, 2009 11:59 am



Susana,
É para lembrar que... as oleaginosas, tem amido Smile

Excepções (segundo a tabela Tuga) são o coco e a azeitona.
Cocos fresquinhos, crocantes, com água de coco dentro... ou aquela coisa ralada & ressecada num saco plástico pequenino...? Ah, estas escolhas difíceis Smile

Depois, com tempo... irei acrescentar os dados de oleaginosas, que apesar de toda a gente saber o que são por cá, não foram merecedoras de serem incluídas na tabela tuga pelos químicos Tugas.

E acrescentarei outras: o "PECAN" que tem boa reputação para pessoas com certos problemas digestivos. E comparar é bom...

E espero ainda fazer uns testes de iodo. Talvez a começar no coco fresco...
.......................................................................

Sobre a amêndoa, a descrição da pic é o que existe... meia ambígua, tem casca ou não tem casca, esse miolo?
Enfim, não sei se alguém tosta as amêndoas com casca Smile
A tostagem industrial não é o ideal, deve usar temperatura altas.

Quanto a método de tostar, no inverno, na Tugalândia, acho que o ideal é um desidratador. Não falo por experiência, mas tenho a indicação que é a opção que permite a melhor regulação de temperatura, usando inclusive temperaturas baixas (muito mais baixas que as de 1 forno vulgar).
Como desvantagem tem que é coisa que não se vê muito à venda, gasta muito: 60-200w, muitas horas, e não deve ser barato.

Em casa pode-se tostar num tacho largo, mexendo sempre, o que deve demorar um bocado.
.......................................................................

A questão da temperatura é relevante. E considerando que muito forno tem a temperatura mínima de 70ºC...
Mais ao menos à mesma temperatura que sentimos a mão a queimar em água quente...
Há quem aguente a 43º, há quem aguente a 50ºC.
Começa a fazer danos à amêndoa a partir de 43ºC, começam a ser destruídas as enzimas.
E a prova é que segundo dizem, uma semente tostada ou fervida, se plantada não dá descendência, não germina. Será? Smile

Seja como for, não está esquecido e a espera valerá a pena.
Assim, não tostar preserva mais as vitaminas, preserva melhor as gorduras poli insaturadas frágeis e evitar queimar as proteínas (torrar-queimar bifes também prejudica/desnatura a proteína).

Demolhar, fermentar e tostar (em geral), melhora o sabor e contribui para eliminar alguns anti-nutrientes (prejudicam a absorção de minerais, etc) e eventualmente no caso do iogurte se por 24h transforma totalmente a lactose (bi-sacarídeo) em galactose (mono-sacarídeo) + glucose (mono-sacarídeo).

Claro está que estas técnicas levam tempo e requerem cuidado Embarassed . Por isso cairam em desuso.
E depois o sabor natural... é forte Smile

Pensam algumas que se compra igual e já feito no supermercado... clown clown clown

Comprar compra... mas como se pode ler no livro do Paul Stitt...
...nem é coelho por lebre... É RATO POR LEBRE

geek What a Face affraid

FreePort

Mensagens : 126
Data de inscrição : 05/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Teste do Amido!

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:13 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum