Eu não acredito no diagnostico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Eu não acredito no diagnostico

Mensagem  danielle.semicek em Qui Abr 19, 2012 6:19 am

Olá, pessoal, bom dia! Este é meu primeiro tópico! Eu tive uma crise feia de dor na lombar e na cervical (há 2 anos atrás) e uma medica resolveu pedir uma cintilografia para comprovar sacroileíte. Apareceu bilateral. Fiz os exames de sangue (principalmente HLA B27) e todos deram negativo, o que fez o primeiro reumatologista descartar a EA. Fiquei aliviada, mas as dores matinais na lombar me deixam tão nervosa que resolvi voltar ao ortopedista para procurar um tratamento. Ele me encaminhou a um especialista de coluna que disse não serem por conta da coluna as dores. E pediu para procurar outro reumatologista. Este pediu uma RM para comprovar a sacroileíte e, 2 anos depois, ainda estava ela lá, bilateral. Fiz novamente os exames de sangue e novamente negativo para HLA B27. Mesmo assim o médico insiste que eu tenho EA mas eu não consigo acreditar. E na verdade se fosse só pra aceitar que tenho isso, tudo bem.. Mas tomar esses remédios é que me deixa apreensiva. Quem mais passou por isso? Tenho 33 anos, jogo futebol e sempre fui atleta.. desde os 12 anos que travo uma luta contra uma dor lombar sem diagnóstico. Foram vários ortopedistas, milhares de horas de fisioterapia e a dor nunca sumiu... Hoje eu tenho um diagnostico mas nao consigo acreditar nele. Vocês acreditam no diagnostico mesmo com o HLA B27 negativo? abraço a todos!!

danielle.semicek

Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/04/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

acreditar no diagnóstico

Mensagem  Justino Romão em Qua Abr 25, 2012 6:51 am

Danielle

O que descreve é o que nos acontece a muitos de nós, portadores de EA. Faz bem em ouvir duas opiniões, mas o diagnóstico que obteve, provávelmente está certo. A questão de ser HLAB27 negativo não exclui a EA, esse factor é apenas um dos que se considera para o diagnóstico. Mas muitos portadores de EA são negativos.

O que importa é discutir com o seu reumatologista a forma de combater a doença e os seus efeitos, para reduzir o impacto da doença na sua vida futura, já que terá que (con)viver com ela.

A medicação ajustada ao caso concreto e a prática de exercício adequado à doença são muito importantes. Vai provávelmente haver um momento em que o futebol se torna mais difícil, mas há muitos outros exercícios úteis. A prática de exercício em piscina, em classes com outros doentes e com a assistencia de um fisioterapeuta que conheça a doença são aconselhados. Claro, quando puder dispor disso, o que nem sempre é o caso.

Espero que com o seu médico identifique que terapeutica é a mais ajustada, e siga-a. Não descure, porque nos sai caro o desleixo.
Justino


Justino Romão

Mensagens : 109
Data de inscrição : 08/02/2009
Idade : 68
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum